Quais cuidados ter com o aquecedor no quarto do bebê?

Assim como o ar-condicionado, o aquecedor exige manutenção periódica.

Quais cuidados ter com o aquecedor no quarto do bebê

Com a chegada da temporada de frio, é natural buscar as melhores formas de se manter bem aquecido. Entretanto, quando isso se refere aos bebês, o cuidado deve ser ainda maior, já que eles são inteiramente dependentes.

Nesse contexto, pode pintar uma dúvida: é interessante colocar um aquecedor no quarto do bebê? A resposta depende das necessidades e dos cuidados higiênicos que você terá. Afinal de contas, todo aparelho precisa ser usado corretamente, como ar-condicionado e aquecedor. Hoje você entenderá como usar o aquecedor sem problemas para a sua saúde e, principalmente, para a saúde do seu pequeno.

Aquecedor: usar ou não usar?


É preciso dizer, em primeiro lugar, que o uso do aquecedor é uma questão um tanto controversa, já que existe quem acredita que esse tipo de aparelho não seja muito adequado, ainda mais para bebês. Isso não quer dizer, porém, que seu uso seja proibido, mas exige mais cuidados.

Um dos aspectos é a questão da redução da umidade do ambiente. Assim como o ar condicionado, o aquecedor também ajuda a deixar o ar mais seco, o que poderia ser resolvido facilmente com o uso de uma bacia com água morna, uma toalha umedecida ou mesmo um umidificador, por exemplo.

No último caso, o ponto é que a combinação desses dois aparelhos também pode gerar riscos à saúde. Enquanto o aquecedor deixa o clima seco, o uso excessivo do umidificador pode colaborar para a proliferação de bactérias e fungos, trazendo riscos do surgimento de doenças respiratórias e até alergias.

O certo, nesse caso, é buscar um equilíbrio. O uso de aquecedor que já conte com sistema de umidificação ou mesmo o uso dos dois aparelhos deve ser feito com parcimônia e em horários específicos, jamais ficando ligados por muito tempo.

No caso específico do quarto do bebê, a recomendação é usar esse tipo de aparelho em momentos como a hora do banho e no intervalo entre a hora do jantar e a hora de dormir, fazendo com que o ambiente fique mais aconchegante antes de a criança deitar.

Ventilação do ambiente


Se engana quem acha que é saudável deixar todas as portas e janelas fechadas durante o tempo mais frio. É claro que você não vai fazer isso na parte da noite, mas, sim, durante o dia. É nesse período que o ar deve circular por todos os cômodos, inclusive o quarto do neném. Melhor ainda se puder receber um pouco de luz natural, dando aquela aquecida no ambiente sem nenhum esforço.

Limpeza do quarto


Um aspecto que pode influenciar no aparecimento de doenças respiratórias é a limpeza do ambiente. Em se tratando do quarto do bebê, a atenção deve ser redobrada. Mantenha o quarto sempre limpo, dando preferência ao uso do rodo e do pano de chão úmido (ou esfregão) no lugar da vassoura, já que esta costuma levantar poeira. Se possível, dê preferência ao uso do aspirador de pó, que evita que a sujeira fique suspensa no ar por mais tempo.

Manutenção do aparelho em dia


Assim como o ar-condicionado, o aquecedor também precisa de manutenção, principalmente para evitar o acúmulo de poeira e mofo. O filtro do aparelho deve ser higienizado e trocado de acordo com as especificações do fabricante.

No mais, invista em roupas que ajudem a manter o seu bebê aquecido, com tecidos de flanela, algodão, fibras sintéticas e moletom, bem como em cobertores e mantas. Com todas essas dicas, com certeza toda a sensação de aconchego e carinho será transmitida da melhor forma possível ao seu neném.
Postagem Anterior Próxima Postagem