Quebra-cabeça: Saiba quais são os benefícios dele para a educação infantil

Se há um brinquedo que pode ajudar muito na educação infantil é o quebra-cabeça, apesar de nos dias atuais eles não serem tão comuns na vida das crianças, ainda mais os jogos físicos.

Quebra-cabeça

Os pequenos possuem uma enorme capacidade para construir conhecimentos e desenvolver as suas habilidades, ainda mais quando isso é ensinado a elas de maneira lúdica.

Por isso mesmo é que um brinquedo tal como o quebra-cabeça é tão benéfico na educação infantil e esse artigo tem o intuito de mostrar quais são esses benefícios.

Ajuda a melhorar a memória da criança


A memória deve sempre ser incentivada nas crianças desde o mais cedo possível, já que com isso ela poderá beneficiar-se não só na infância, mas também na vida atual.

Afinal, não é segredo para ninguém que estar sempre se lembrando dos fatos e de situações específicas é algo importante para uma pessoa conseguir adquirir conhecimentos e também no cotidiano dela.

O quebra-cabeça é um brinquedo importante para a memória por fazer a criança ter que lembrar-se do formato do jogo e das figuras, conseguindo assim fazer esse acúmulo com informações.

Sendo assim, o quebra-cabeça é essencial, principalmente, se você perceber que seu filho anda meio esquecido.

Ajuda no estímulo da percepção


O quebra-cabeça ajuda no estímulo de diversas habilidades, entre elas a percepção, devido ao estilo do próprio jogo.

Ao jogar, ela precisará estar observando, fazer uma análise e comparação, e reformular as suas ideias para que assim consiga encaixar todas as peças levando em consideração o formato do brinquedo e a figura principal.

A percepção trata-se de uma capacidade extremamente essencial durante todo o dia, desde a infância até a terceira idade.

Por exemplo, é por meio da percepção que se pode, na vida adulta, perceber quando há oportunidades valiosas dentro de um negócio.

Ajuda no trabalho da cognição


Um outro benefício enorme dos quebra-cabeças é trabalhar com a cognição, que é essencial para que as pessoas possam adquirir novos conhecimentos.

Quanto melhor for o trabalho com a cognição, então mais fácil e melhor vai ser o aprendizado para a criança, por isso que esse jogo se faz tão importante para desenvolver essa função ao estimular o cérebro.

O quebra-cabeça, como o próprio nome indica, faz com que uma pessoa precise pensar muito para resolver o jogo, sendo muito usadas as mais diferentes habilidades.

Com esse jogo no dia a dia da criança será possível estimular a memória, o raciocínio e ainda a lógica, essenciais para o desenvolvimento dela.

Ajuda a desenvolver a coordenação


A coordenação é uma coisa a ser trabalhada em nossos pequenos, isso acontece através da escrita, desenho, podendo ser utilizado papel, lousa infantil ou a lousa infantil magnética.

A coordenação também pode ser desenvolvida por meio do quebra-cabeça é aquela relacionada com a coordenação óculo-motora, ou mão-olho.

As crianças vão desenvolvendo aos poucos a noção a respeito de distâncias e a manipulação dos objetos, então estar fazendo o encaixe das peças trata-se de um estímulo essencial para elas.

Um dos movimentos que a criança desenvolve com o quebra-cabeça é o de pinça, que é usado para estar pegando as peças, fazendo para isso uso dos dedos polegar e do indicador.

Assim, a criança vai estimulando esse movimento, além também de estar sempre fazendo a atividade de ensaiar e errar o encaixe das peças, o que ajuda a desenvolver a atenção visual e ainda a usar melhor a mão.

Ajuda a desenvolver a capacidade de resolução de problemas


O quebra-cabeça é muito importante por outro motivo, já que ajuda a trabalhar a capacidade de uma criança solucionar problemas, devido ao fato de a percepção e do raciocínio serem desenvolvidos nessa prática.

A criança vai montando a figura e, ao longo do jogo, vai percebendo o que está errado e o que é preciso fazer para corrigir e alcançar o resultado desejado.

É por isso mesmo que você não deve escolher qualquer tipo de quebra-cabeça que irá dar para a criança brincar, pois ela poderá não ter a capacidade de resolvê-lo se for muito avançado para sua idade.

O certo então é pesquisar para saber qual é o jogo mais adequado à idade dela, normalmente com menos peças e menor quanto mais jovem for a criança.

Com isso, vai ser possível então realmente desenvolver a capacidade de solução de problemas do pequeno.
Postagem Anterior Próxima Postagem