terça-feira, 17 de novembro de 2020

O que é o pré-natal odontológico?

Durante a gravidez, o pré-natal é um dos requisitos mais importantes para a gestante. Isso porque é por meio deste acompanhamento que a mamãe consegue ter todo o respaldo. Mas você sabia que também existe um pré-natal odontológico?

Essa é uma maneira de cuidar da saúde bucal de mulheres que estão prestes a ter um(a) filho(a). Afinal, o período gestacional pode fazer com que a cavidade bucal da mulher esteja mais suscetível à algumas doenças. 

pré-natal odontológico



Pensando nisso, criamos este artigo para te ajudar a entender um pouco do que se trata e também, dar algumas dicas de como garantir que esse período de 9 meses seja tranquilo para você e para o bebê! 

Afinal, como funciona o pré-natal odontológico?


Basicamente, o pré-natal odontológico é o acompanhamento de um dentista especializado na saúde bucal de gestantes no período de gravidez.

Esse cuidado é essencial para que não haja complicações de doenças já existentes e até mesmo, prevenir o aparecimento de outras novas.

Ter um profissional à sua disposição é importante pois é por meio dessas consultas periódicas que será possível entender qual o melhor momento para fazer alguns procedimentos cirúrgicos como a extracao de dente.

Afinal, cada gestação é única e é preciso ter todo um cuidado para atender as necessidades do feto e também, da gestante. 

Qual a importância?


Da mesma maneira que um obstetra é um profissional que precisa ser visitado com regularidade durante toda a gestação para saber como está o desenvolvimento do bebê, é preciso se consultar com um dentista.

Isso porque estudos apontam que doenças bucais podem afetar diretamente na saúde do bebê e chegando até mesmo a causar partos prematuros.

Portanto, ao invés de apenas pensar em um consultório odontológico quando precisar pesquisar procedimentos de emergência como “restauracao de dente quanto custa”, invista no pré-natal odontológico.

Desse modo, será possível ter uma gravidez tranquila e saudável. 

Qual a frequência que eu devo ir ao dentista no pré-natal odontológico?


Ao contrário de uma consulta de rotina de uma pessoa não grávida que visita o consultório a cada 6 meses ou só em casos como orçamento para saber “tratamento de canal preco”, o ideal é visitar o odontologista pelo menos 3 vezes durante todo o período de gestação.

É bom realizar uma consulta logo no início, outra no meio da gestação e a última próximo ao parto.

Dessa maneira, é possível garantir que a saúde da mãe e da criança foi monitorada a todo instante.

O que acontece em uma consulta odontológica com mulheres grávidas?


De modo geral, todas as consultas até o nascimento do bebê servem para que a gestante receba todas as principais orientações de como cuidar de sua higiene bucal.

Geralmente, na primeira avaliação, o profissional faz uma vistoria completa de toda a cavidade bucal e tira todas as dúvidas da paciente.

É neste momento que as mamães podem descobrir se estão liberadas para fazer um determinado procedimento como o clareamento dental e também, falar sobre todos os incômodos presentes.

Durante todo o acompanhamento, o dentista dá dicas de escovação, truques para que os vômitos prejudiquem menos os dentes e até mesmo, sobre como higienizar a boca do bebê nos primeiros meses de vida.

Afinal, mesmo antes do surgimento dos dentes, é preciso cuidar - e muito, da gengiva da criança para que os dentes permanentes nasçam fortes e saudáveis.

Outro ponto muito importante a ser discutido são os problemas causados por itens como chupetas e mamadeiras. 

Os problemas bucais potencializados na gravidez


Durante toda a gravidez, um dos problemas mais comuns é a gengivite.

Isso porque gestantes costumam ter a gengiva mais sensível devido a alteração hormonal e caso não seja feita uma higienização correta, os restos de alimentos podem acabar se calcificando e assim, é criada a placa bacteriana.

A partir disso, essa placa pode se agravar e causar sintomas como:

  • Inchaço gengival;
  • Sangramento durante a escovação;
  • Gengiva vermelha;
  • Abcessos na cavidade bucal.

Geralmente, neste estágio a doença deixou de ser uma gengivite e se tornou uma periodontite, uma inflamação mais grave e que pode fazer com que as bactérias cheguem a placenta por meio da corrente sanguínea.

Ao chegar na placenta e no cordão umbilical, essas bactérias podem gerar problemas respiratórios no bebê, diminuição de peso do feto e até mesmo, o parto prematuro.

Considerações finais


Agora que você já sabe qual a importância do pré-natal odontológico, comece agora mesmo a se programar para fazer um acompanhamento com um odontologista.

Caso você não tenha um plano dentário, não se preocupe. O Sistema Único de Saúde (SUS) oferece consultas gratuitas com dentistas qualificados e especializados em gestação.

Dessa maneira, você estará investindo em sua saúde e também, na de seu filho antes e após o parto.

Conteúdo produzido por Mayara Santos, redatora na empresa Clínica Ideal.
Cupom de desconto workana de R$ 100,00

Sobre o Babyou Blog

babyouBlog destinado a divulgar, com linguagem simples, notícias e artigos relacionadas a crianças e mamães e gestantes, eventualmente publicaremos outros tipos de assuntos também.
Leia mais →



Assinar Newsletter

Insira o seu e-mail abaixo para receber conteúdo VIP atualizado, diretamente no seu e-mail.